segunda-feira, 23 de outubro de 2017

Sonhos


Olá pessoas, hoje eu quero falar sobre sonhos. Não é sobre aquele fenômeno que acontece quando estamos dormindo, mas sobre desejos que temos.
Desde pequena eu sou muito sonhadora, nem sempre, sonhei coisas reais e palpáveis. Eu vivia no mundo da lua, e geralmente os adultos ao meu redor diziam que eu era distraída e que delirava demais (certamente eles tinham razão). O tempo foi passando e eu cresci. 
Na escola era complicado encontrar amigos e amigas para compartilhar meus sonhos, meus desejos, minhas fantasias, o meu mundo não real. Aos poucos, com a adolescência chegando, eu fui me distanciando do meu eu interior. Cada vez que alguém chamava minha atenção por estar sonhando acordada, além da vergonha que eu sentia por ser diferente, eu ficava com raiva de mim mesma por ser assim. E assim fui parando de sonhar e de viver no meu mundo particular.
Quando a Internet entrou na minha vida e com ela a possibilidade de conhecer pessoas novas, eu voltei a sonhar. Eu sempre tive muitos ídolos, artistas, atletas e personalidades da mídia que eu acompanhava, mas eu achava que era impossível conhece-los. Com a chegada da Internet para mim, meu ídolos mudaram também. Acompanhar pessoas como eu, mesmo que a distância passou a ser meu passatempo preferido. Não demorou muito para eu querer conhecer essas pessoas de verdade, em carne e osso sabe?
Morando numa cidade pequena e num estado afastado isso deveria ser choque de realidade e me fazer repensar sobre isso, afinal, eu já não era mais uma criança para viver no mundo da imaginação. Mas não, conforme eu fui crescendo, as pessoas que eu acompanhava foram mudando, outras foram chegando e até algumas bem perto da minha cidade.
Tá Ester, mas por que você está falando tudo isso?
Recentemente, a umas duas semanas eu tive a oportunidade de uma garota incrível que eu acompanho desde 2012/2013 mais o menos: a Melina Souza, eu já falei sobre ela aqui várias vezes.
E sabe aquela sensação de estar realizando um sonho? De viver o mundo imaginário no real? foi assim.
Além da Melina, conheci esse ano o Rizzih, o Rafa e o Luke (vou deixar o canal de todos eles no final deste post) e quando eu parei pra pensar em como foi maravilhoso realizar esses sonhos, de conhecer pessoas que eu admiro e acompanho eu não me senti sortuda e nem especial, apenas me dei conta que eu não preciso ser criança pra sonhar e viver no mundo da lua, eu sendo adulta, posso continuar vivendo assim, e o melhor de tudo: agora eu não sinto vergonha, nem raiva quando me pegam sonhando acordada.
 Ah, eu preciso agradecer minha amiga Vitória (olha o nome da pessoa: um sonho real) por ter feito parte desses momentos preciosos. E mais ainda ao Rizzih, por me inspirar a escrever isso.







Beijinhos docinhos e até mais. 



quinta-feira, 12 de outubro de 2017

I ♥ Flute

Ps.: Leia este post ouvindo You are not alone - Michael Jackson


Olá pessoal, hoje quero compartilhar com vocês a minha história de amor, e dessa vez não é com o Adauto (apesar dele ter 100% de culpa/crédito nesse amor) é com a flauta transversal.


 Desde que eu conheci o Adauto eu soube que teria que aprender um instrumento para acompanhar ele, já que além de professor de música, ele é musico e sempre tocou em orquestras, bandas, cameratas.
A flauta, além de ser linda e elegante, me encantou a primeira vista, como nos meus votos de casamento eu havia prometido me dedicar a um instrumento, passei a me apaixonar cada dia mais pela flauta.


Não é o instrumento mais fácil para ser aprendido, mas também não é o mais difícil. Cada nota nova, grave ou aguda que eu consigo me sinto orgulhosa e realizada, para mim é como se a flauta fosse uma terapia, e olha... vem funcionando muito bem!


Espero que gostem, beijinhos docinhos e até mais!



segunda-feira, 9 de outubro de 2017

Voltei

Caros leitores, gostaria de informar que dessa vez é pra valer: Eu voltei.

Quando criei este blog, pensava em compartilhar meus textos e fotos, mas nunca o levei a sério.

Neste momento não estou trabalhando, apenas estudando, e por isso resolvi voltar de vez aqui, até comprei o domínio do site agora, hahaha.

O importante é que agora estou mais focada em levar esse projeto pra frente, então, sejam bem-vindos novamente aqui.


beijinhos docinhos e até mais, Ester

Na hora certa, a pessoa errada


Eu até poderia fingir que você não mexeu comigo, mas isso seria mentir de mais para meu coração. Foram só alguns minutos, e no entanto penso em você o dia todo! As vezes me sinto boba, e as vezes culpada... como você se sente? Sei que entre nós há muita química, cumplicidade, e transparência, não há como negar que algo dentro de mim esta ligado a você! Mas, e como será nosso futuro? E quando os dias cinzas chegarem? as inseguranças, os fracassos e as decepções? seremos suficientes um para o outro? Saberemos lidar com tudo isso?!
Dentro de mim existem muitas dúvidas, mas todas as interrogações se toram reticências quando meus olhos se cruzam nos teus, quando minha pele encosta na tua. Quando a porta atrás de nós se fecha, é como se o mundo parasse lá fora, e mesmo o relógio me mostrando que está contra nós, eu sinto que o tempo que passamos juntos não é perdido. 
Aquele arrepio frio e gostoso, as melhores sensações, o sentimento de perdição seguido pelo de rendição